Baseados na experiência obtida na regulação de mais de 300 processos de sinistro regulados nos últimos 18 anos, elencamos abaixo as reclamações mais comuns na engenharia e arquitetura.

Os casos abaixo apresentam as maiores estatísticas e incidência de sinistros envolvendo os profissionais e empresas de engenharia e arquitetura dentro do seguro de responsabilidade civil profissional.

Veja quais são:

1.Erro de Projeto

O erro de projeto pode causar um grande prejuízo à obra ou instalação e montagem executada.

A falha profissional pode ser detectada por ocasião da compatibilização dos projetos complementares e ser corrigida a tempo. Por outro lado, uma vez não sendo detectado, o erro fatalmente irá causar um prejuízo que somente sera detectado por ocasião da sua execução.

Neste caso poderá gerar prejuízos com a perda de materiais adquiridos ou com o refazimentos dos serviços. Em alguns casos o erro de projeto poderá ser detectado somente após a entrega da obra, com o surgimento de vícios construtivos (ocultos).

O projetista possui uma grande exposição com relação a sua responsabilidade, pois ela pode se estender por muito tempo, especialmente no tocante a responsabilidade pela estrutura.

Trata-se de uma atividade de alto risco e que, por isto, possui um grande número de sinistros registrados.

2. Falhas executivas (obras)

Outra grande causa de reclamações são as falhas executivas construtivas reclamadas junto aos profissionais e empresas de engenharia e arquitetura.

A reclamação geralmente aponta o surgimento de vícios construtivos, tais como: vazamentos, infiltrações, rachaduras e outros.

Tais eventos são causados por falhas construtivas, especialmente pelo não atendimento às normas técnicas, mas também por vícios de produto, os quais são de responsabilidade do fabricante e/ou fornecedor.

Por estas razões possuem uma boa incidência de sinistros junto ao mercado segurador.

3. Gerenciamento de Obras

A atividade de gerenciamento de obras possui também um grande número de reclamações registradas.

O gerenciador é responsável pela verificação do trabalho das empresas que participam do projeto, ultimando todos os esforços para que a obra seja realizada com observância ao projeto, devendo emitir os alertas as empresas participantes e ao contratante.

Uma omissão em qualquer uma das atividades pode sujeitar o gerenciador à responsabilização futura.

É bastante comum haver entre os contratantes a confusão sobre o alcance da responsabilidade do gerenciador. Os contratantes costumam  reputar a ele a responsabilidade integral pela obra ou projeto.

É fundamental deixar claramente registrado na ART ou RRT a atividade que será executada e determinar os limites de sua atuação em contrato.

4. Engenharia de Solos/Fundações

A engenharia de solos e fundações é uma atividade que envolve um grande risco. Especialmente no que se refere as fundações, os valores envolvidos para refazimento dos serviços onde sejam verificadas falhas envolvem valores muito altos.

Este fato tem inclusive afastado as Seguradoras deste segmento. Atualmente a maioria das seguradoras não possui aceitação para empresas que trabalhem exclusivamente com serviços de fundação.

As falhas construtivas podem ser causadas tanto por erro de projeto, como por má execução, alocação equivocada e até mesmo vícios de produto, como cimento e má mistura dos elementos. Também existem um bom número de reclamações envolvendo o recalque de fundações.

Algumas seguradoras excluem nas condições gerais qualquer tipo de reclamação envolvendo serviços de geotecnia, – o que abrange um amplo leque de atividades dentro da engenharia de solos. Esta exclusão se dá mesmo para aqueles que não trabalhem exclusivamente focados nesta atividade, afetando inclusive o engenheiro ou arquiteto pequeno construtor.

Por isto é bom sempre ler as condições gerais para saber exatamente o que você esta contratando.

5. Falhas executivas (instalações e montagens)

Por último, as reclamações envolvendo serviços de instalações e montagens despontam com um bom número de reclamações.

Trata-se de uma atividade bastante complexa e que necessita ter um excepcional controle sobre os funcionários e prestadores subcontratados diretamente envolvidos.

Os principais casos envolvem instalações e montagens de tubulações e dutos em fábricas e industrias, mas também em obras de interiores e serviços relacionados à  HVAC e SPK.

Muitos casos resultam em vazamentos e necessidade de refazimento dos serviços por falha de projeto e de instalação.

Algumas atividades quando executadas ao ar livre também ficam sujeitas a riscos externos, como chuvarada e vendaval, os quais são objeto do seguro de riscos de engenharia (durante a construção) e property (após a entrega) – apólices que devem ser contratadas sempre.

Estes são de forma resumida os principais casos de sinistros reportados, e que afetam os profissionais e empresas registrados junto ao CREA e CAU.

Você ou sua empresa executa alguns destes serviços? Ainda não tem uma proteção?

Nossa equipe esta a sua disposição para tirar todas as suas dúvidas.

O produto para engenheiros pode ser contratado por qualquer profissional registrado no CREA, tanto por autônomos como por empresas registradas. Se voce deseja informações completas sobre o seguro, ou deseja solicitar uma cotação clique aqui.

O produto para arquitetos também pode ser contratado tanto por profissionais autônomos como por empresas registradas no CAU. Se voce deseja informações completas sobre o seguro, ou deseja solicitar uma cotação clique aqui.

Um abraço

RC PRO