Muitos clientes da RC PRO nos perguntam sobre como se proteger dos riscos na engenharia e arquitetura. Baseados na experiência obtida na regulação de mais de 300 processos de sinistro regulados nos últimos 18 anos, elencamos as principais medidas que limitam ou minoram o risco de eventual perda de patrimônio.

Veja abaixo as nossas dicas:

1. Emita sempre a ART e/ou RRT:

A legislação federal estabelece a obrigatoriedade de emissão da Anotação de Responsabilidade Técnica (ART), em qualquer obra, projeto ou serviço realizado por profissionais registrados junto ao CREA.

O mesmo vale para profissionais que desempenham funções em órgãos públicos, através da chamada ART de Cargo e Função.

A mesma situação ocorre com os Arquitetos e Urbanistas registrados junto ao CAU, onde existe a obrigatoriedade de emissão do Registro de Responsabilidade Técnica (RRT).

A anotação ou o registro de responsabilidade técnica é o instrumento que define os responsáveis técnicos por projetos, obras e serviços realizados, delimitando a sua responsabilidade através de um documento com fé pública e que possui inclusive valor de contrato.

Além da possibilidade de sujeitar o profissional a processos administrativos junto ao Conselho, a não emissão da ART ou RRT, deixa em aberto o alcance da responsabilização que o profissional pode ficar sujeito.

Na industria da construção, existe sempre uma cadeia de responsabilidades com a participação de diversas empresas em uma mesmo projeto.

A emissão da ART e da RRT define de forma clara até onde vai a responsabilidade de cada participante desta cadeia.

Ainda, a apresentação deste documento em um processo de sinistro é condição de cobertura definido em todas as condições gerais dos produtos de seguro comercializados no Brasil.

2. Faça contratos com os seus clientes

Firme sempre contratos estabelecendo e delimitando claramente o objeto da sua prestação de serviço.

Defina prazos, forma de pagamento, estabeleça um cronograma factível e que possa ser cumprido.

Não assuma obrigações que vão além da sua responsabilidade técnica.

Para ser devidamente orientado em como elaborar o seu contrato, é recomendável que você procure um advogado especialista no mercado em que você atua.

3. Conheça, atualize-se e siga as Normas Técnicas

As atividades de engenharia e arquitetura envolvem uma série de cálculos e fórmulas complexas. Diversas normas técnicas estabelecem uma padronização relacionada a cada atividade técnica.

É fundamenta conhecer e estar atualizado em relação a estas normas da ABNT. Um exemplo claro é a chamada Norma de Desempenho NBR 15. 575, que estabeleceu padrões de eficiência para as edificações, afetando projetistas e construtores.

O não atendimento as disposições das Normas Técnicas expõe toda a cadeia de profissionais a futuras responsabilizações.

4. Relacionamento e comunicação

Mantenha seu cliente sempre informado sobre todas as dificuldades e riscos do projeto, obra ou serviço que será executado.

Existem diversas características do local onde o mesmo será implementado que podem afetar o bom andamento dos trabalhos.

Também pode haver a ocorrência de riscos da natureza, tais como: chuva, vendaval, granizo, incêndio – as quais podem afetar o objeto do contrato sem que você tenha qualquer responsabilidade sobre isto.

Dê ciência ao seu cliente destes fatos desde o início do relacionamento. Seja claro e transparente com o cliente. Não faça promessas as quais não poderá cumprir.

5. Faça seguro

Mesmo tomando todos os cuidados, ninguém esta livre de cometer algum equívoco. Se voce trabalha com projetos, muito provavelmente precisa do trabalho de parceiros para elaboração dos projetos complementares.

Se você executa obras ou instalações também pode necessitar de diversos subcontratados. O gerenciamento das equipes é sempre um desafio grande a ser enfrentado.Se alguma ponta falhar o seu cliente pode ser voltar contra você não é mesmo?

Inclua o custo do seguro em seu orçamento, custa muito menos do que você imagina. Trata-se de uma segurança para você e para o seu cliente.

O produto para engenheiros pode ser contratado por qualquer profissional registrado no CREA, tanto por autônomos como por empresas registradas. Se você deseja informações completas sobre o seguro, ou deseja solicitar uma cotação clique aqui.

O produto para arquitetos também pode ser contratado tanto por profissionais autônomos como por empresas registradas no CAU. Se você deseja informações completas sobre o seguro, ou deseja solicitar uma cotação clique aqui.

Nossa equipe esta a sua disposição para tirar todas as suas dúvidas.

Um abraço,

RC PRO